quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Sem rumo

Coração andarilho
Mochila nas costas
Peregrino

Não se entrega
Se empresta
Depois renega

Coração proscrito
Quem o persegue?
Não sabe

Seria o amor
Terrível ilusão
de quem já tentou?

Seria a dor
Carrasca atroz
de quem já amou?

O medo talvez
de encontrar novo rumo
e perder-se de vez?

Andando a esmo
Seguro em seu caminhar
Protege-se de si mesmo

Mais sofrido do que egoísta
Persiste em sua estrada

Sozinho

Não vê que em sua viagem
Cria outros iguais
Pelo caminho

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

terça-feira, 26 de novembro de 2013

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Bailarina

Ela dança
distraída
Na Ponta dos pés
equilibrista
Nessa corda bamba
que é a vida
Nem imagina
mas é Artista.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Naif

Enquanto é tempo
Aproveite
Atravesse o bosque
Deite
Olhe as estrelas
Deleite
Que o caminho de cá
É louco
                                  e longe...

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Conselho

Te vejo no fim da estrada,
Com um sorriso no rosto,
E um conselho de graça:
Não deixe o medo vencer,
Não tenha medo de errar,
Muito menos de perder.
Jamais pense em desistir
Doi mais por não tentar
Do que tentar e não conseguir.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Preguiça

Hoje acordei poesia
De uma noite pura prosa.
Se vou escrevê-la, todavia
Não sei, ando preguiçosa!

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Alegria

Doce Alegria, vem logo pra mim.
Vem querida Alegria,
Sem linha, sem fim...
Amiga Alegria,
não parta, não me deixe assim...
Fique pra sempre, 
more aqui, bem dentro de mim.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Futuro

E então
pronto.
Estava pronta.
Nem se dera conta
Do tanto que mudara
Agora sim
Podia amar
E ser amada